Home » Destaque, Direito e Cidadania, Educação, Eventos, Notícias, Saúde

Conselho de Psicologia e Coletivo de Homens Trans do Pará promovem I Seminário Paraense de Transmasculinidades

14 outubro 2015 Nenhum comentário

I Seminário Paraense de Transmasculinidades – A construção das identidades Transmasculinas: O Corpo como símbolo de resistência

O Conselho Regional de Psicologia 10ª Região – Pará/Amapá (CRP 10) e o Coletivo de Homens Trans do Pará realizarão o I Seminário Paraense de Transmasculinidades, no dia 16 de outubro, durante a semana da Parada do Orgulho LGBT em Belém. Com o tema “A construção das identidades transmasculinas – O corpo como símbolo de resistência”, o evento será no auditório do Conselho, localizado na av. Generalíssimo Deodoro, 511, das 14 às 18h.
Pela primeira vez um seminário debate exclusivamente a transexualidade masculina. De acordo com Davi Miranda, coordenador do Coletivo, o grupo sofre pela forte invisibilidade dentro dos movimentos sociais. “Nós, pessoas transexuais, vivemos em constante vigilância sobre nossas vidas, corpos, práticas sexuais e direitos. Somos classificados, diagnosticados, ‘patologizados’, medicalizados, segregados e desumanizados”, declara Davi, que reforça a importância da parceria com o CRP 10. “A sensibilização dos profissionais da psicologia é essencial, devido às demandas específicas desta população, ouvindo diretamente de cada um de nós o que esperamos de um profissional da área”.
A sociedade vive uma escassez de pesquisas acadêmicas direcionadas a homens trans. Diante disso, é necessário fomentar o diálogo sobre a transexualidade masculina no público LGBTT, no meio acadêmico e para profissionais de psicologia e da área da saúde em geral. Para Jureuda Guerra, presidente do CRP 10, o evento mostra para a sociedade paraense a necessidade de desenvolver e ampliar o debate.
“Há muito para conhecer, desconstruir preconceitos, má informações e idéias equivocadas a respeito da transexualidade. Estamos objetivando abrir o diálogo, pensar, conhecer e elaborar políticas públicas que possam permitir que este público, invisibilizado há décadas, possa ter seus direitos reconhecidos, assim como devem ser possibilitados a viver sua sexualidade e identidade de gênero com respeito e dignidade”, ressalta.
Durante o evento, serão debatidos os seguintes temas: a construção das transmasculidades; orientação sexual x identidade de gênero; a importância da(o) psicóloga(o) no atendimento clínico de pessoas trans; e o enfrentamento da transfobia na escola. Os debates serão mediados por participantes do Coletivo e psicólogas e psicólogos.
​Para participar é preciso se inscrever por meio do formulário http://goo.gl/forms/u8YQJp0srj, e no dia do evento levar um brinquedo para doação.

Relação de palestrantes:

– Davi Miranda: coordenador do Coletivo de Homens Trans do Pará.

– Lúcia Lima: Doutora em Psicologia Social (PUC-SP), professora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia e do Instituto de Ciências da Educação da Universidade Federal do Pará, na qual coordena o Grupo Inquietações: arte, saúde e educação. Pesquisadora com experiência nas áreas de Psicologia Social e Educação, atuando principalmente sobre diversidade sexual e modos de subjetivação, medicalização da educação e da vida.

– Eunice Guedes: Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1979), mestrado em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba (1995) e é doutoranda do Programa de Pós Graduação em Psicologia – PPGP da Universidade Federal do Pará – UFPA. Atualmente é professora adjunto III da Universidade Federal do Pará. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Relações Interpessoais, atuando principalmente nos seguintes temas: gênero, gênero e saúde mental, adolescência e saúde mental, gênero e identidade; feminização da Aids e gênero e movimentos sociais. Conselheira Estadual de Saúde do Pará gestões 1999-2001; 2009-2011 e 2011 – 2013. Faz parte do GT de Saúde e violência do Grupo de Estudos Eneida de Moraes – GEPEM; do Núcleo de Estudos Interdisciplinares de Violência – NEIVA e do Laboratório de Psicanálise e Psicopatologia Fundamental – LPPF. Foi Vice-Presidente do Conselho Estadual de Saúde do Pará (CES- PA) de 2009 a 2011. Membro do Comitê Estadual de vigilância do óbito Materno e Infantil do Estado do Pará; Integrante da Câmara Técnica Estadual de Saúde da Mulher do Estado do Pará e Conselheira do CRP 10 PA/AP gestão 2013-2016 e coordenadora da Comissão de Políticas Públicas – CPP do CRP 10. Exerce atualmente a Direção da Faculdade de Psicologia da Universidade Federal do Pará – UFPA.

– Telma Amaral: Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Pará (1989), mestrado em Antropologia (1999) e doutorado em Ciências Sociais (2011) pela mesma Instituição. Atualmente é professora adjunta 4 da UFPA, atuando principalmente nos seguintes temas: gênero, casamento, conjugalidade, afetividade, sexualidade, namoro, e diversidade sexual. Líder do grupo de estudos e pesquisas sobre crianças, infâncias e juventudes/JUERÊ. Membro do grupo de estudos e pesquisas Eneida de Morais/GEPEM, coordenando a linha de pesquisa gênero, corpos e (homo)sexualidades, ambos os grupos cadastrados no CNPq.

Serviço:

I SEMINÁRIO PARAENSE DE TRANSMASCULINIDADES

Data: 16/10/2015
Horário: 14h às 18h
Local: Auditório do CRP 10 (Av. Generalíssimo Deodoro, 511 – Umarizal)
Entrada: Doação de um brinquedo

Fonte: Conselho Regional de Psicologia 10ª Região – Pará/Amapá (CRP 10)